quarta-feira, 26 de março de 2014

Sergey Larenkov, Jo Teeuwisse, Jason E. Powell...


Os fotógrafos Sergey Larenkov, Jo Teeuwisse, Jason E. Powell...
São responsáveis pelo projeto fotográfico que mescla cenários atuais com momentos históricos, as imagens mostram fantasmas capturados para sempre nas fotografias.
Momentos da história que mostram a dureza pela qual a humanidade passou, a capacidade do homem em se renovar, reconstruir, dar continuidade à vida, bem como a superação pós os grandes conflitos que assolaram o mundo.







quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Roman Sakovich

O projeto Half, de autoria do fotógrafo Roman Sakovich, vem ganhando bastante repercussão no mundo da fotografia. As imagens foram clicadas como parte de um estudo na Arts University College, em Bournemouth, na Inglaterra, e retratam montagens que mostram o antes e o depois de pessoas viciadas em drogas.
O fotógrafo clicou modelos em um estúdio utilizando uma maquiagem para explorar o julgamento superficial do público sobre uma mesma pessoa antes e depois do uso de drogas. Ele fez duas fotos separadamente: uma com a pessoa fotografada sem maquiagem e outra com ela dando indícios de que estaria “sob efeito de drogas”.
Depois, utilizando programas de edição de imagens, juntou as fotografias e criou uma montagem em que o corpo da pessoa é montado por metade da pessoa “viciada” e a outra dela “recuperada”. O ensaio tem sido apontado como uma forma de conscientização sobre o efeito nocivo do abuso de drogas.




quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Phil Deyntifa

O incrível trabalho Phil Deyntifa, estudante inglesa de 19 anos. Phil encontra beleza nos lugares abandonados de seu país e a transmite em sua série de fotos chamada “England under the stars”.
Sou fascinada por lugares abandonados, fico imaginando o que aconteceu ali, o por que do abandono...







Já deu pra notar que fiquei encantada com as fotos!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Luiz Augusto Rodrigues

Se você tivesse uma música escrita no corpo, qual seria?
 O fotógrafo Luiz Augusto Rodrigues decidiu criar um projeto retratando pessoas com frases de músicas escritas na pele. Apesar de parecer algo simples isso fala muito sobre cada um.
O próprio fotógrafo tem um trecho da música Let it be, dos Beatles, tatuado no corpo e, no dia em que escreveu na mão “I admit it’s getting better”, frase de outra canção dos Fab Four, decidiu começar fotografando. Mas se a ideia inicial era colocar algumas imagens no Facebook, o sucesso do projeto foi tanto que ele acabou expandindo a ideia. Ele já retratou mais de 500 pessoas, o que deu origem ao livro Música na Pele – Projeto Livro de Cabeceira.






O livro tem 100 fotos + 1. O motivo?
“O  espaço vazio logo no início do livro é para a pessoa colocar a própria foto com o seu trecho de música escolhido”.
(eu amei este detalhe)

Bjos'ss

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

John Rees ...


No México, “Dia de Los Muertos” é uma celebração de origem indígena, que honra os defuntos no dia 2 de novembro. Começa no dia 1 de novembro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Finados e o Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada em outros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é grande. Em homenagem a este celebração, o fotógrafo e artista digital estadounidense John Rees preparou o incrível ensaio fotográfico.






Bjos's


quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Wendi Riggens ...

A pequena Maddie completou 9 meses e para comemorar, sua a mãe resolveu fazer uma sessão de fotos com a temática, contos de fada. Ela correu atrás das fantasias e contratou a fotógrafa Wendi Riggens, pra realizar o trabalho.  




 
Não tem como escolher apenas uma foto, todas são lindas e fofas!!
Bjos’ss


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Julien Mauve ...

Todo relacionamento passa por diversas fazes, algumas vezes superáveis outras não. Pensando nisso o fotografo Julien Mauve, fez a série de fotografias intitulada Hopeless Romantic, sendo os protagonistas Alice Pol e Gregoire Ludig, o ensaio mostra desde o início do namoro até o fim. É impossível não se identificar com ao menos uma das cenas retratadas.





 
Simplesmente amei o ensaio!
Bjos’ss